http://www.elizianebarbosa.com/search/label/Resenha%20Liter%C3%A1ria

Querida Ana - Matheus Maia

Olá pessoas! Tudo bem?
É com grande prazer que trago até vocês, através deste Blog, a  história de mais um parceiro.
Um relato da vida real de um adolescente que teve sua vida roubada pela anorexia e bulimia, mas que venceu, e hoje é um grande exemplo de superação.

Ficha Técnica
Titulo: Querida Ana: A história de um adolescente que teve sua vida roubada pela Anorexia
Autor: Matheus Maia
Produzido: Perensin Produções
Gênero: Biografia
Páginas: 83
Ano de publicação: 2018
Onde Comprar: Amazon
Perensin Produções
`(pré-venda)
Sinopse:
"Ela mexe com o meu psicológico. Ela me faz ficar horas sem comer e fazer exercícios de uma forma absurda. Sempre que como, ela briga comigo. Ela não existe concretamente, claro. Mas existe em minha cabeça. Ela me faz sentir nojo de comida, ao mesmo que tempo que luto contra a fome. Me faz enxergar gordura onde não há. Mas não tem como fugir. Ela já é parte de mim… Apresento a vocês, minha Querida Ana."


"Querida Ana" é um livro baseado na história de Matheus Maia, um adolescente de 17 anos que teve sua vida marcada pela Anorexia e Bulimia.
 Para quem não conhece, Anorexia e Bulimia, são doenças, sim doenças - onde muitos ainda dizem que não existe ou é "frescura - que são definidas como  distúrbios do comportamento alimentar .
A Anorexia é caracterizada por uma distorção da imagem corporal e um medo extremo de engordar, que levam o indivíduo a utilizar diversos métodos para emagrecer, mesmo quando já está magro.
Já a Bulimia tem como definição, a ingestão compulsiva de alimentos seguida de vômitos auto-induzidos, uso de laxantes e diuréticos, prática de atividade física intensa ou jejuns prolongados, com o intuito de não ganhar peso.
É extremamente chocante quando imaginamos tal situação na vida de um garoto, mas tudo começou quando ele tinha apenas 11 anos, Matheus sofria Bullying  dentro e fora do colégio, isso tudo por ser um garoto gordinho e de sempre preferir amizades femininas. 

"-Além de gordo é viado! – Dizia uma garota no colégio.
- Lá vem a bola! – diziam outras crianças que eu nem conhecia, enquanto eu descia no tobogã do clube que minha família era sócia."

Mas, além de passar por tal situação constantemente, Matheus não tinha um bom relacionamento familiar, seu pai era um homem rígido e bebia muito e sempre chegava em casa gerando uma certa confusão. Por isso, ele sentia que não era amado por seu pai, pois sempre o tratava com indiferença, não demonstrando afeto. O que o fez sentir rejeitado, com isso desencadeou um sentimento de querer ser aceito por todos, amigos, sociedade.
Gerando assim atitudes  absurdas - fumar, bebe e etc...- para ser aceito no meio de seus "amigos" descolados. Sem contar na grande confusão de esconder sua orientação sexual, já que isso poderia causar um grande alvoroço, tanto na escola e quanto dentro de casa, por causa de seu pai.
Toda essa pressão na vida de Matheus foi um grande fator  para desenvolvimento de tal doenças, só foi preciso um pequeno empurrãozinho para que tudo viesse a tona, e foi assim que aconteceu.


Quando Matheus entrou em contato comigo e me fez o convite de ler o seu livro, eu não pude recusar, e pensei: ''Bom, vamos sair um pouco da  zona de conforto", e depois que finalizei a leitura, me vi estática, simplesmente em choque.
Um relato intimo e profundo de um adolescente que, mesmo por ter passado por mais de 15 internações, entre Hospitais e Clinicas psiquiátricas, sendo obrigado a deixar escola, amigos e família. Sem contar as diversas tentativas de suicídios, tanto por overdose medicamentosa, mutilação ou autolesão - desejo de se machucar -, e com tudo,  conseguiu driblar todas as dificuldades.

No final de seu livro, Matheus de diz agradecido, e isso trás para a vida de todas as pessoas que estão passando por esse momento,  uma carga de energia arrebatadora, para mostrar que sim, é possível vencer.

"Querida Ana,
Muitos podem achar estranho, mas eu te agradeço por ter
entrado em minha vida.
Sem você corroendo minha cabeça e me fazendo adoecer, eu
nunca teria me tornado a pessoa que sou hoje.
Acredito que foi necessário eu ter passado por tudo isso para
que eu amadurecesse.
Mas, gostaria de te dar um aviso:
Assim como eu te derrotei, lutarei até o fim para que outras
vítimas suas te derrotem também.
Ana, eu fui mais forte do que você.
Ana, eu sou mais forte do que você.
Ana, eu te venci.
Ana, todos são capazes de te vencer."
Você leitor, não deixe de compartilhar esse grande trabalho, pois assim irás ajudar a mudar a vida de muitos que ainda estão presos pela "ANA"(Anorexia) e "MIA"(Bulimia).
Espero que tenham gostado!
Beijos! :*




Você pode gostar também

0 Comments