http://www.elizianebarbosa.com/search/label/Resenha%20Liter%C3%A1ria

Jogador Nº 1 - O Mais Novo Filme do Steven Spielberg

Olá pessoas! Tudo bem?
Quem nunca ficou eufórico ao assistir as aventuras de "Indiana Jones", ou se emocionou com o lendário filme "E.T", sem esquecer me apavorei quando assistir "Tubarão" .
 Sabemos que o diretor Steven Spielberg tem uma lista filmes de sucesso que consagrou sua história no mundo inteiro.
Agora podemos nos deliciar com mais um sucesso nas telinhas de um jeito mais atual e um peso da realidade humana do dia a dia.

  
Ficha Técnica
Titulo:
Jogador Nº 1
Titulo Original:
Ready Player One

Direção: Steven Spielberg
Gênero: Suspense / Ficção Científica
Duração:  2h 19m
Lançamento: 29 de março de 2018 (Brasil)
Adaptação: Jogador Nº 1, de Ernest Cline
Sinopse:
''Em 2045, Wade Watts, assim como o resto da humanidade, prefere a realidade virtual do jogo OASIS ao mundo real. Quando o criador do jogo, o excêntrico James Halliday morre, os jogadores devem descobrir a chave de um quebra-cabeça diabólico para conquistar sua fortuna inestimável. Para vencer, porém, Watts tem de abandonar a existência virtual e ceder a uma vida de amor e realidade da qual sempre tentou fugir."

O filme "Jogador Nº 1" adaptado ao livro - com o mesmo nome - de Ernest Cline (romancista, poeta e roteirista norte americano), escrito em 2011, temos uma realidade que não está muito longe do que já conhecemos ou vivemos em pleno século XXI.
A história se passa 2045, onde Wade Watts( Tye Sheridan ), um adolescente de 17 anos, pobre e órfão, vive em uma época onde a humanidade está em meio a fome e a miséria, sobrevivendo um por cima do outro. E para fugir do estado iminente, Wade e o resto das pessoas preenche seu dia a dia conectados uma realidade virtual, um jogo chamado OASIS. 



OASIS não é um simples jogo, neste mundo virtual tem de tudo, e você pode ser tudo o que bem entender, tudo mesmo. Esse é o grande motivo que faz as pessoas se desligarem da vida real, que cai entre nós, que está em um estado deplorável.
Todos os jogadores de Oasis estão em uma competição constante , afim de ganhar o jogo, pelo simples fato que, o criador  James Halliday, antes de sua morte, escondeu 3 chaves em cada fase e quem as encontrasse, seria dono do jogo e toda a fortuna que está por trás da história.


Claro que, como sempre, não é nada fácil finalizar esse jogo, sem contar que sempre tem aquele vilãozinho que tenta burlar  a vitória do personagem principal.
Além de toda a aventura e competição iminente no jogo, não pode ficar de fora um pouco de romance, mas não é o foco principal do filme, e sim um complemento que sempre vemos em filmes adolescentes, não é mesmo?


O filme e recheado de diversas referências, personagem de desenhos, filmes, jogos diversos. Creio que você pode até encontrar uma Hello Kitty perambulando pelo meio de uma multidão.
Wade tem seus amigos, que como é se esperar, nunca se conheceram pessoalmente(ainda), mas juntos passaram por muitas aventuras para poder finalizar esse jogo.


Fiquei maravilhada com os efeitos, as animações bem desenvolvidas, claro! Estamos falando de Steven Spielberg! Mas nem tudo são flores, o que Steven evoluiu no virtual deixou à desejar em alguns momentos na vida real, percebi alguns efeitos bastante tosco em algumas cenas fora do jogo.
Mas que não afetou no decorrer do filme, já que a maior parte das cenas estão focadas no mundo virtual, que diga-se de passagem, é impecável.

Adorei o filme, mas pude ver uma certa premonição para o futuro da humanidade em que estamos hoje, vivendo no mundo virtual e deixando  a vida real de lado, e isso é preocupante.
Mostra pessoas tão conectadas que não se preocupam em se relacionar com as que estão seu redor, família e amigos. Uma conversa, um abraço,"olho no olho".
Esse filme me deixou extremamente curiosa a cerca do livro, que enquadra uma distopia e ficção científica muito interessante, que até eu(que não sou muito envolvida em livros de ficção científica) estou afim ler.

E aí! O que achou do filme? Já assistiu? Me conta nos comentários.



Você pode gostar também

2 Comments