http://www.elizianebarbosa.com/search/label/Resenha%20Liter%C3%A1ria

Para Todos os Garotos que já Amei - Lançamento Netflix


 Olá pessoas! Tudo bem?
Não posse negar que a Netflix está apostando todas as suas cartas em filmes que são adaptados em livros. Depois de A Barraca do BeijoA Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata - que já contei em um post aqui no Blog, que foi lançado em 10 de Agosto neste mesmo ano, e em 7 dias depois a Netflix nos dá de presente este filme tão esperado.


Ficha Técnica
Titulo: Para Todos os Caras que já Amei
Titulo Original: To All The Boys I've Loved Before
Gênero: Romance / Drama
Duração: 01h30 min
Data de Lançamento: 17 de Agosto de 2018
Direção: Susan Johnson
Produção: Matthew Kaplan / James Lassiter / Brian Robbins / Will Smith
Adaptado: To All The Boys I've Loved Before - Jenny Han
Onde Comprar o Livro: Amazon / Saraiva
Sinopse:
"Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.
Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar. "

"Para Todos os Garotos que já Amei", filme adaptado da obra que leva o mesmo título, escrito por  Jenny Han , um livro que está na lista de mais vendidos do The New York Times em 2014 e foi considerado um dos 15 melhores livros do ano pela Teen Vogue.
Agora tornou-se um sucesso para os leitores brasileiros, e quando a notícia de vermos Lara Jean nas telinhas, é claro que não posso deixar esse momento de expressar minha opinião passar.



Dirigido por  Susan Johnson, conhecida por seu trabalho em O Mundo de Carrie Pilby e produções em  Operação: Salvem os Golfinhos lançado em 2010; o filme Para Todos os Garotos que já Amei conta a história de Lara Jean (Lana Condor), uma típica adolescente de 16 anos, bagunceira, sonhadora que vive imaginado seus romances através de seus livros, romances que nunca teve, e escreveu cartas de amor para 5 garotos do qual nunca foram enviadas. Garotos que de certa forma, tocaram seu coração mas nunca teve a coragem de se declarar.



Mas o que Lara Jean menos esperava era que suas cartas fossem enviadas aos seus remetentes misteriosamente, onde os crushes que se destacam são Josh (Israel Broussard) melhor amigo e namorado (que agora é ex) de sua irmã mais velha Margot (Janel Parrish) e Peter Kavinsky (Noah Centineo), um garoto lindo de morrer, popular da escola e atleta, o primeiro garoto que Lara beijou quando criança.

Agora vamos para o drama que cerca toda a história, Lara está entre a cruz e a espada, pois tem medo que sua relação com a irmã mais velha seja abalada com a descoberta deste paixão  oculta por Josh e por outro lado tenta de todas as formas não ter contato com o amigo para não dar certas explicações.
É aí que Peter entra na história, como sempre se espera um clichê básico neste tipo de filme, com um mero acordo para beneficiar ambas as partes, Peter e Lara vão iniciar um namoro de mentira, e como já sabemos onde isso vai dar, não posso deixar de dizer que o amor é lindo.


Amo de mais romance adolescente, mesmo sendo óbvio todos os acontecimentos, sempre que assisto, fico a suspirar. Sem dúvida, clichê faz parte da minha vida.
Gostei bastante do filme, dificilmente meu santo bate com filmes adaptados a livros, mas a Netflix está mudando todos os meu conceitos a isso, então MUITO OBRIGADA! Amo vocês.
Para Todos os Garotos que já Amei trás um elenco maravilhoso, que fez toda a diferença no filme, mesmo eu não tenha tido a oportunidade de assistir qualquer filme dirigido pela diretora Susan Johnson, me senti extremamente confiante pelo trabalho que eles fizeram. Uma história bem administrada, adaptação legível e cenas muito divertidas.

Todo cenário foi bem produzido, o ar estudantil que sempre é visto em muito filmes não deixou a desejar, cenas foram colocadas de forma rápida e certeiras, focando principalmente nas expressões dos atores, para que cada um fosse de certa forma lembrado e sentido

Falando em cenário, fiquei apaixonada pelo quarto da Lara Jean - mesmo estando sempre bagunçado, pude perceber as cores que foram empregadas para compor o cenário, o papel de parede que colocava em questão um ar romântico e delicado, assim como a personagem.
 


Amei  a relação entre família, Lara e sua irmã Margot, Kitty (Anna Cathcart)  e seu pai Dan Cover (John Corbett) - que poderia ter aparecido mais, mas Kitty superou todas as minhas expectativas de irmã mais nova, tirando risos por tudo quanto é lado com seu carisma, adorei essa menina.

Em relação ao romance principal, senti uma interação bastante natural e fofa entre Lana e Noah, ambos fizeram um bom trabalho, creio que muitos que não leram o livro, pensaram que Josh seria o boy escolhido no final. Mesmo assim o casal destaque se tornou o queridinho com um desfecho mega fofo e emocionante.

Para quem espera algo surpreendente neste filme, não espere, você vai encontrar uma história bem simples, que não foge da vida real de uma adolescente do ensino médio. 
Mas o que diferencia dos demais é a dedicação de todos para nos trazer um bom resultado, e foi o que encontrei.

Beijos! :*



Você pode gostar também

0 Comments