http://www.elizianebarbosa.com/search/label/Resenha%20Liter%C3%A1ria

Extinção - Um Lançamento Decepcionante da Netflix

Ficha Técnica
Título: Extinção
Título original: Extinction
Gênero: Ficção/Suspense/Drama/Ação
Estreia no Brasil: 27 de Julho de 2018
Duração: 95 minutos
Idioma: Inglês
(Cópias dubladas disponíveis)
Diretor: Ben Young
Roteiro:Spenser Cohen / Eric Heisserer / Brad Kane

Sinopse

"Após ter sonhos recorrentes com a perda da família, um pai vê seu pesadelo virar realidade quando o planeta é invadido por uma força destruidora. Agora, lutando pela sobrevivência, ele descobre que tem uma força até então desconhecida para mantê-los longe do perigo."



Novo filme da Netflix, Extinção chegou trazendo muitas expectativas para os aficionados pelo diretor Ben Young - o mesmo diretor do filme Hounds of Love ( Predadores do Amor ), mas infelizmente para mim se tornou uma decepção.

 O filme conta de história de Peter ( Michael Peña ), um pai de família extremamente dedicado assombrado por pesadelos constantes, onde presencia sua cidade e família sendo destruída por uma invasão que no primeiro momento pensei ser alienígena. Posso dizer que não são simples pesadelos onde ele está apenas à dormir em sua cama confortável, Peter simplesmente fica inconsciente em qualquer lugar.


Em um certo momento Peter se mostra um tanto perdido, pensando que está ficando louco,  mas quem não ficaria? Sua esposa Alice ( Lizzy Caplan ) tenta o convencer em procurar tratamento pois tudo isso está afetando o bom relacionamento da família e amigos.

Mas quando tudo parecia normal, aí que tudo começa a acontecer e Peter terá que proteger sua esposa e filhas, Hannah e Lucy, interpretadas por Amelia Crouch e Erica Tremblay do ataque que ele tinha previsto mas que  ninguém acreditava.



Em alguns momentos o filme tem um pouco das cenas do filme Skyline - A Invasão quando as naves começam a descer, o que me deixou bastante animada pois eu adorei Skyline, então eu pensei que Extinção iria na mesma direção. Por ter o roteiro criado por  Eric Heisserer, o mesmo roteirista de A Chegada eu logo pensei: " Nossa esse filme vai ser demais!", mas não foi assim, deu para perceber que Ficção não é a praia do do diretor Ben Young.
 O efeitos são muitos bons, a historia em algumas partes é boa, mas faltou um UP! Michael Peña Lizzy Caplan são atores maravilhosos e parece que esse filme não deixou que eles mostrassem  por completo seus talentos. As filhas do casal em certo momento me deixaram extremamente irritada, nunca vi uma criança chorar e gritar tanto com suas vozes irritantes e fazer tanta coisa errada, claro que pedindo para morrer.



Agora vamos falar do suspense que envolve a trama? Tudo nos leva a crer que são alienígenas, mas depois que percebi fantasia tosca dos "alienigenas" e um deles se mostra com uma aparência humana, vi mais ainda o quanto o diretor Ben Young ficou perdido nesse filme.
 Você não está entendendo nada, não é mesmo? Agora imagine eu quando assistir o filme.

 O que parecia ser um filme sobre uma invasão alienígena, o que não  explicaria o fato de quer o "alienígena" com aparência de humano  seguiria uma família em sua fuga de forma incessante, se mostra muito mais complexo do que isso.
Somente no final do filme que sabemos a real sentido de toda a invasão e os humanos vestidos de alienígenas, algo que poderia ser bem mais trabalhado para causar mais impacto e com ar de '' QUERO MAIS", mesmo que no final tenha deixou a entender que possa vir uma parte 2, mas não é algo que me deixa saltitante de alegria.

Beijos! :*




Você pode gostar também

0 Comments